Categoria: Publicações

01 mar 2019

Do Livro “Temas Do Direito Empresarial 2019”

“A celebração de casamento ou a constituição de união estável pelo empresário, com a consequente (e obrigatória) adoção de um regime de bens para regular as relações patrimoniais entre o casal, repercute diretamente no dia a dia do empresário, seja na esfera civil, seja no exercício da atividade empresária”.

No sétimo capítulo, Fernando René Graeff disserta sobre o empresário e a necessidade de autorização do cônjuge/companheiro para a prática de atos jurídicos.

Acesse gratuitamente no link (páginas 131-151): bit.ly/2CkIiQQ

20 fev 2019

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”

“Ao longo dos últimos 20 anos, tem ganhado cada vez mais força,
no Brasil, a adoção de métodos alternativos de resolução de conflitos, especialmente, em razão da inefetividade do Judiciário em promover a pacificação social, mediante a entrega de soluções adequadas em curtos espaços de tempo”.

No quinto capítulo, Eduardo Zarpelon disserta sobre a inclusão de cláusula arbitral nos estatutos das companhias.

Acesse gratuitamente no link (páginas 96-117): bit.ly/2CkIiQQ

07 fev 2019

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”:
 “Reconhecidamente, recursos podem se tratar de recursos físicos (plantas industriais, redes de distribuição, etc.), intangíveis (marcas), recursos humanos (capital intelectual, etc.), recursos tecnológicos (patentes, know-how, etc.), recursos financeiros e assim por diante. Empresas podem se utilizar de fusões & aquisições e de alianças (inclusive na forma de joint ventures) para obter ou criar tais recursos, mas não somente, pois contratos entre partes independentes e inclusive esforços exclusivamente internos podem ser suficientes para tal desígnio. É comum que certa empresa priorize unicamente uma destas modalidades para a obtenção de recursos, muitas vezes por mera familiaridade com a alternativa escolhida, mas a análise da experiência e do histórico de transações nos últimos anos tem indicado que o resultado da opção por uma modalidade em detrimento das outras não é neutro.”
No quarto capítulo, Vasco Trindade disserta sobre Contratação, aliança ou M&A, “Escolhendo o caminho certo”.
Acesse gratuitamente no link (páginas 75-94): bit.ly/2CkIiQQ
01 fev 2019

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”:

“(…) as informações constantes no Relatório Doing Business indicam que economias maduras, como a norte-americana, possuem taxa de recuperação de crédito aproximada de 73% (setenta e três por cento), enquanto, em países da América Latina e Caribe, essa mesma taxa gira em torno de 31% (trinta e um por cento). No Brasil, entretanto, a taxa de recuperação de crédito medida pelo Relatório foi de preocupantes 16% (dezesseis por cento)”.

Tais e outros elementos são analisados pelos sócios Daniel Báril e Guilherme Queirolo Feijo, no 3º capítulo da obra, intitulado “Empresa em Crise: Considerações críticas acerca do tratamento legal destinado às dívidas fiscais na Lei 11.101/05 e no Projeto de Lei nº 10.220/18”.

25 jan 2019

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”

Do livro “Temas do Direito Empresarial 2019”:

“Empresas Familiares tem melhor desempenho do que as não familiares, conforme pesquisas realizadas pelo Banco Credit Suisse1 , Consultoria Mckinsey2 , Boston Consulting Group e diversos estudos publicados nas Revistas The Economist3 e Harvard Business Review4”.

No segundo capítulo, André Silveiro disserta sobre Gestão de Risco nas Empresas Familiares.

Acesse gratuitamente no link (páginas 37-58): bit.ly/2CkIiQQ

10 jan 2019

Os Limites da Ação Penal

Em artigo, o advogado Sergio Lewin, de Silveiro Advogados, comenta sobre os limites da ação penal com base na Portaria 1750 de novembro de 2018. O texto prevê, em seu artigo 16, que a Receita Federal poderá divulgar, em seu site, o nome do contribuinte cuja conduta tenha sido objeto de representação penal junto ao Ministério Público Federal. Para ler o artigo completo, acesse: https://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI293384,101048-Os+limites+da+acao+penal?fbclid=IwAR3y4F80UsrqgpTE5WP4USncQNaCrxB8kljvHF45CJCD4Fw6bMwh8xccGT4 

19 dez 2018

Justiça permite cobrança de excedentes em plano pós-pago de celular

Em entrevista ao Valor Econômico, o advogado Felipe De Barros Lima – de Silveiro Advogados – comenta decisão judicial que estabelece precedente em relação a determinação judicial para limitação do valor das faturas em planos de telefonia pós-pagos.

Para saber mais, leia a matéria neste link bit.ly/2A2qlqe. *Somente para assinantes.