Treinamento Data Protection Officer (DPO)


Iniciativa social de Silveiro Advogados oferece programa online sem custos para treinamento de profissionais em busca de colocação no mercado.

Para quem se destina?

O programa destina-se exclusivamente a pessoas que atualmente estejam em busca de colocação no mercado formal de trabalho, em qualquer estado do Brasil. As vagas são limitadas e haverá processo seletivo conduzido pelo Escritório com vistas ao máximo alcance dos objetivos sociais do projeto.
Serão 12 encontros de até duas horas de duração cada, com emissão de certificado ao final. 

Dúvidas podem ser esclarecidas através do e-mail cursodpo@silveiro.com.br

Informações Básicas

Início

O início previsto do curso é 16 de junho de 2020

Inscrições

As inscrições podem ser feitas até o dia 11 de junho

O que você precisa

Acesso à internet via qualquer aparato digital

Duração

Serão 12 aulas com
duração de até 2h cada

Idealização

Silveiro Advogados / Propriedade Intelectual e Direito Digital

O treinamento é oferecido por Silveiro Advogados, através da sua área de Propriedade Intelectual e Direito Digital, sob a coordenação do sócio Rodrigo Azevedo.
Silveiro Advogados foi pioneira em Direito Digital, com experiência internacional de mais de 20 anos nessa área de prática. A firma é reconhecida por Chambers & Partners, Legal 500 e Leaders League como um dos escritórios líderes no Brasil em Propriedade Intelectual, Direito Digital e, especialmente, Proteção de Dados (“Excellent”, de acordo com a Leaders League), com destaque individual a sócios da área. Seus profissionais possuem formação internacional incluindo EUA, Itália, Suíça, Espanha, Holanda e Argentina.

Rodrigo Azevedo foi o primeiro advogado atuante no Brasil a ser certificado em proteção de dados - com louvor - pelo European Institute of Public Administration (EIPA), na Holanda.

Programa Preliminar*

16/6 - O futuro do mercado de trabalho - Tiago Mattos;
17/6 - O Profissional de Compliance - Ana Paula Ávila;
18/6 - Fundamentos da Proteção de Dados - Fabiano Menke;
23/6 - A LGPD e as normas gerais de privacidade e proteção de dados no Brasil - Maurício Brum Esteves;
24/6 - Programa de Governança da Privacidade - Rodrigo Azevedo;
25/6 - Bases legais para o tratamento de dados na LGPD - Clara Affeld, Júlia Strack e Maria Laura Arnt;
30/6 - Políticas de Privacidade, Termos de Consentimento e Cláusulas Contratuais de Proteção de Dados - Andréa Abreu Fattori;
1/7 - Noções básicas de Segurança da informação - Gustavo Gonçalves;
2/7 - Gestão de crises digitais e de incidentes de vazamentos de dados - Rodrigo Azevedo e Ricardo Dastis;
7/7 - Data Marketing e Cloud Computing - Marcel Ghiraldini;
8/7 - O papel do DPO e os desafios práticos dessa atividade - Sabrina Pezzi, Jeferson Thomas e Fernando Biehl;
9/7 - Estudo de casos: a experiência europeia - Leonardo Braga Moura.

*Datas provisórias, sujeitas a alterações devido elevado número de inscritos.

Perguntas Frequentes

As aulas ocorrerão nos dias 16, 17, 18, 23, 24, 25 e 30 de junho e 01, 02, 07, 08, 09 e 10 de julho, a partir das 18h, com duração de, no máximo, duas horas. Contudo, poderão ocorrer alterações no programa do curso, as quais serão informadas por e-mail aos participantes selecionados.
Após a disponibilização de cada aula, os materiais poderão ser acessados em horários alternativos, ficando disponíveis até o encerramento do curso. No entanto, é possível que haja restrições ao acesso a conteúdos de alguns professores após as suas aulas. 

Não é necessário ter conhecimentos prévios ou formação em Direito / TI para a realização do curso, nem mesmo este se destina somente a advogados(as). A atuação na área de proteção de dados requer conhecimentos multidisciplinares, incluindo aspectos regulatórios (conhecimentos jurídicos e de compliance) e técnicos (noções de segurança e tecnologia da informação), além de habilidades de gestão de pessoas e de processos. Por essa razão, a referida área a qual esse cusro se destina pode interessar pessoas com diferentes backgrounds de conhecimento.

Este é um projeto com caráter social, que visa a ajudar no combate aos efeitos econômicos da pandemia. Assim, a seleção será realizada com vistas ao máximo atendimento destes objetivos sociais, o que naturalmente se direciona aqueles que estão fora do mercado de trabalho. Todavia, a análise de cada candidatura será feita caso a caso.

Não. Neste momento, não há uma certificação oficial reconhecida pela ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados). Além disso, este é um curso de qualificação profissional, não havendo prova de avaliação de conhecimento.

Em caso de dúvidas adicionais, entre em contato por meio do e-mail cursodpo@silveiro.com.br

Atendendo a pedidos, aceitaremos novas inscrições até o final do dia 11/06/2020. 

O que diz a LGPD

A Lei 13.709/18 (Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD), que entra em vigor em 3 de maio de 2021, exige que as empresas instituam a função do DPO. Suas atribuições incluem disseminar a cultura da proteção de dados na empresa; orientar e treinar colaboradores; interagir com autoridades e com os titulares dos dados; realizar análises de impacto; prevenir e responder a incidentes de vazamento de dados, entre outros. O descumprimento da LGPD pode redundar na aplicação de sanções administrativas ou no dever de indenizar.

Para tanto, são necessários conhecimentos multidisciplinares, incluindo aspectos regulatórios (conhecimentos jurídicos e de compliance) e técnicos (noções de segurança e tecnologia da informação), além de habilidades de gestão de pessoas e processos. O mercado não tem encontrado profissionais preparados para esta função, especialmente no Brasil, havendo grande déficit de mão de obra qualificada.
Pesquisa da consultoria PageGroup divulgada em janeiro apontou que o cargo de DPO está entre as 38 profissões com maior demanda de contratação no Brasil. Ou seja, contrastando com o cenário extremamente sensível em que vivemos, com demissões em massa em decorrência dos efeitos da pandemia, vagas para DPO seguem abertas e sem profissionais para atendê-las.

“É um contrassenso: existem inúmeras vagas para DPO em empresas pelo Brasil afora, mas os profissionais disponíveis no mercado não têm a qualificação necessária”, afirma Rodrigo Azevedo, sócio coordenador da área de Propriedade Intelectual e Direito Digital e idealizador da iniciativa.
“Idealizamos este projeto como uma contribuição perene para essas pessoas atualmente fragilizadas pelo desemprego. Queremos que se inspirem novamente, que considerem uma nova opção profissional e, quem sabe, auxiliá-las a mais rapidamente se recolocarem no mercado de trabalho”, destaca Azevedo.

Instrutores

Rodrigo Azevedo

Silveiro Advogados

Thiago Mattos

Aerolito

Ana Paula Ávila

APA Compliance Consulting

Fabiano Menke

UFRGS / Menke Advogados

Maurício Brum Esteves

Silveiro Advogados

Clara Affeld

Silveiro Advogados

Júlia Strack

Silveiro Advogados

Maria Laura Arnt 

Silveiro Advogados

Andréa Abreu Fattori

Abreu Fattori Advocacia

Gustavo Gonçalves

Scunna Network Technologies

Ricardo Dastis

Scunna Network Technologies

Marcel Ghiraldini 

Math Marketing

Sabrina Pezzi

Unimed/PoA

Jeferson Thomas

Sicredi

Fernando Biehl

Dana

Leonardo Braga Moura

Silveiro Advogados

Fabrício da Mota Alves

Garcia de Souza Advogados

Para essa edição as inscrição já foram encerradas.
Ser você deseja ser notificado(a) por email de futuros treinamentos
e eventos de compartilhamento de conhecimento de Silveiro Advogados,
basta clicar no botão abaixo.